Governo firma parceria com artesãos do povoado São João dos Pilões, em Brejo

São João dos Pilões

Com o intuito de contribuir para o fortalecimento da atividade artesanal dos moradores do povoado São João dos Pilões, localizado a 22 km da sede do município de Brejo, o secretário do Trabalho e Economia Solidária, Jowberth Alves, reuniu-se nesta quarta-feira (5), com representantes da Associação dos Artesãos, do povoado. Na oportunidade, o gestor dialogou com os profissionais sobre o apoio do governo do Estado, através da Setres, para auxiliar na organização da sua atividade e no aumento da produção e renda, através do projeto ‘Maranhão Desenvolvido Mais Justo e Solidário’, que já faz o acompanhamento do grupo.

A comunidade São João dos Pilões é pioneira e referência no Maranhão, em relação a fabricação de pilões e outras peças de madeira, que são expostas e comercializadas pelos artesãos na rodovia MA-230.

No diálogo com os artesãos, o secretário do Trabalho, Jowberth Alves, destacou a relevância da atividade dos artesãos e o apoio do governo do Estado, por meio da Setres, a partir do projeto ‘Maranhão Desenvolvido Mais Justo e Solidário’.

“Estamos levando apoio à atividade da Associação dos Artesãos de São João dos Pilões, que é uma identidade cultural da comunidade, passada de geração em geração a mais de 30 anos. Além de levar capacitação baseada nos princípios da Economia Solidária, o programa também tem como meta, auxiliar os profissionais com apoio na aquisição de equipamentos necessários para incremento da sua atividade e, consequentemente, do aumento da renda”, ressaltou.

Reunião São João dos Pilões

Com 30 anos de profissão na atividade artesanal, o presidente da Associação dos Artesãos de São João dos Pilões, José Orlando Garreto, de 52 anos, diz que o programa ‘Maranhão Desenvolvido Mais Justo e Solidário’, vai resgatar e valorizar o trabalho que a comunidade desenvolve a décadas, melhorando a produção e comercialização dos produtos. “Esperamos a partir desse apoio, produzir com mais qualidade, ter nosso trabalho valorizado e assim, aumentar a venda das famílias que vivem apenas desse artesanato aqui em Brejo”, comentou.

O diálogo com a Associação dos Artesãos de São João dos Pilões, também proporcionou o alinhamento para que produtos da atividade artesanal dos profissionais, sejam expostos para comercialização na loja do Centro Estadual de Referência em Economia Solidária do Maranhão (Cresol), localizada na Rua de Nazaré, 173, Centro Histórico de São Luís.

Oficina
Na última sexta-feira (31), técnicos do projeto ‘Maranhão Desenvolvido Mais Justo e Solidário’, realizaram uma oficina de elaboração do Plano de Sustentabilidade do Grupo Produtivo Solidário (PSGPS) com os artesãos da associação. A atividade teve como objetivo, coletar informações para a construção do Plano de Sustentabilidade do empreendimento solidário, que auxiliará na identificação das suas necessidades, e fornecer uma projeção para o futuro das atividades do coletivo.

Centro de Produção
Outra iniciativa que está sendo viabilizada a partir das ações do programa, é a efetivação do Centro de Produção de Artesanato de São João dos Pilões. O espaço foi adquirido a mais de 10 anos, por meio de um projeto financiado pelo governo do Estado, em parceria com a Articulação Semiárido Brasileiro no Maranhão (ASA/Maranhão); o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); e a prefeitura de Brejo. Entretanto, por questões técnicas e organizativas, nunca funcionou efetivamente.

A área do terreno é de 6 mil m² e 742,5 m² de área construída. Além do galpão, o Centro conta também com vários equipamentos para incremento na produção artesanal de peças em madeira.

‘Maranhão Desenvolvido Mais Justo e Solidário’
Com o projeto, o governo do Estado, por meio da Setres, está fazendo a inserção produtiva das populações que se encontram em situação de extrema pobreza no Maranhão. As ações são realizadas através do fortalecimento de pequenos empreendimentos com viés econômico-solidário, em várias regiões do estado. Desta forma, a gestão estadual implementa ações estratégias de desenvolvimento da gestão, produção, comercialização e consumo nos empreendimentos, a partir das potencialidades econômicas de cada localidade.

Por meio da iniciativa, centenas de pessoas estão sendo beneficiadas com capacitação, assessoria técnica e consultoria para autogestão e formalização de seus empreendimentos. Os pequenos produtores recebem, ainda, materiais de insumo, equipamentos e qualificação para melhorar a qualidade de seus produtos, agregar valor e ampliar a produção. Outro benefício do projeto é o Centro de Referência Estadual de Economia Solidária (Cresol), que é um espaço de articulação e suporte nos processos formativos, e que também faz a comercialização da produção dos empreendimentos atendidos pelo projeto.

O projeto que tem duração de 2 anos, contempla ainda, a articulação com outras políticas de crédito especial para os empreendimentos atendidos, além da formação de redes colaborativas que visam o fomento de políticas públicas estaduais e municipais, para o desenvolvimento do segmento no Maranhão.

Para expandir a política pública de trabalho e renda em todo estado, o projeto beneficia pequenos produtores em 50 municípios, distribuídos nos territórios dos Lençóis Maranhenses e Munim; assim também, como o Médio Mearim, Cerrado Sul, Amazônico, Baixo Parnaíba, Cocais, Vale do Itapecuru, Baixada Maranhense e Campos e Lagos e Região Metropolitana no Estado do Maranhão.

Contatos

contatos

SINE – SISTEMA NACIONAL DE EMPREGOS – SÃO LUÍS/MA

(98) 3232-5015
(98) 3232-5031

Clique para mais contatos

Links Úteis
Localização

localização

Click to open larger map

Rua do Sol, 191. Centro,
São Luís, Maranhão